11 janeiro 2013

[Resenha] Anjos e Demônios - Dan Brown

Título original: Angels & Demons
Autor: Dan Brown
Minha edição: Arqueiro

"Antes de decifrar O código Da Vinci, Robert Langdon, o famoso professor de simbologia de Harvard, vive sua primeira aventura em Anjos e demônios, quando tenta impedir que uma antiga sociedade secreta destrua a Cidade do Vaticano.

Às vésperas do conclave que vai eleger o novo Papa, Langdon é chamado às pressas para analisar um misterioso símbolo marcado a fogo no peito de um físico assassinado em um grande centro de pesquisas na Suíça.

Ele descobre indícios de algo inimaginável: a assinatura macabra no corpo da vítima é dos Illuminati, uma poderosa fraternidade que ressurgiu disposta a levar a cabo a lendária vingança contra a Igreja Católica. De posse de uma nova arma devastadora, roubada do centro de pesquisas, ela ameaça explodir a Cidade do Vaticano e matar os quatro cardeais mais cotados para a sucessão papal.

Correndo contra o tempo, Langdon voa para Roma junto com Vittoria Vetra, uma bela cientista italiana. Numa caçada frenética por criptas, igrejas e catedrais, os dois desvendam enigmas e seguem uma trilha que pode levar ao covil dos Illuminati - um refúgio secreto onde está a única esperança de salvação da Igreja nesta guerra entre ciência e religião."

Anjos e Demônios é simplesmente um livro de tirar o fôlego. Você sempre quer ler mais e mais, sem parar. Dá até dó deixá-lo sozinho em uma estante, ou em outro qualquer lugar, parado, quieto, triste... Ele pede pra ser lido, pede pra ser usado. Eu, com minha ingenuidade, tinha medo de lê-lo. Culpa do título. Quando tive contato com o livro pela primeira vez era apenas uma criança em quesitos de leitura. Sim, o título me dava arrepios! Depois que comecei a lê-lo, descobri que não tinha nada a ver com o que eu pensava. Era muito melhor!

A primeira aventura de Robert Langdon é ainda mais emocionante que a segunda, outro livro que gosto muito e que está entre os meus favoritos (O Código Da Vinci). Dan Brown tem um jeito único de desenvolver a trama. Ele para no melhor momento da história para contar sobre outro personagem, muitas vezes eu tive raiva e não aguentava mais essa situação, mas minha vontade de ler só crescia, o suspense vai aumentando cada vez mais e no final tudo é lindo (ou não)!

Tudo se inicia com a morte de Leonardo Vetra, um cientista de uma grande organização, a CERN, que descobriu a antimatéria. Às vésperas do conclave, eleição de um novo Papa, Langdon é chamado para análisar um misterioso simbolo, que foi marcado a fogo no peito de Vetra. O simbolo era, nada mais, nada menos, que um ambigrama (palavras que podem ser lidas de mais de uma maneira ou de mais de um ponto de vista ) dos Illuminati, uma fraternidade considerada extinta há 400 anos. A antiga sociedade ressurge e tenta pôr em prática a lendária vingança contra a Igreja Católica, seu inimigo mais odiado.

De posse da antimatéria, arma devastadora criada por Vetra, os Illuminati planejam destruir toda a cidade do Vaticano e matar os quatro preferiti, os cardeais mais cotados para a sucessão papal. Junto de Vittoria Vetra, filha de Leonardo Vetra, Langdon voa para Roma, buscando recuperar a antimatéria e impedir a morte dos preferiti. É aí que começa a parte boa! A dupla vai em busca de símbolos e sinais, desvendando enigmas escondidos em diversas basílicas de Roma e se conhecendo cada vez mais...

Como em todos os livros de Dan Brown, há uma mistura de fatos reais e fictícios contados de modo encantador, penetrante e hipnotizante. A história toma rumos incríveis e o final é impressionante. Ainda estou, de certa forma, perturbado com a trama. Mexeu comigo de uma forma estranha, mudando meus pesamentos em relação a religião e abrindo meus olhos em relação aos inimigos da Igreja.

Quem me presenteou com esse livro foi minha admirável amiga Elfa. Este foi um dos primeiros livros que li e que me marcou muito, tanto por ser um presente de uma amiga tão querida, como também por ser um livro realmente bom! Se não me engano, esse livro está no topo da lista de favoritos...

Dan Brown
Daniel Brown nasceu em Exeter, Nova Hampshire, Estados Unidos, no ano de 1964. Após a graduação na Phillips Exeter em 1982, Brown entrou para o Amherst College, onde foi membro da Fraternidade Psi Upsilon. Foi à Europa para estudar História da Arte na Universidade de Sevilha, Espanha, onde começou a estudar seriamente os trabalhos de Leonardo Da Vinci. Publicou seu primeiro livro, Fortaleza Digital, no ano de 1998. Seguiram-se Ponto de Impacto, Anjos e Demônios e seu maior sucesso, o polêmico best-seller O Código Da Vinci. Conseguiu a façanha de colocar seus quatro primeiros livros simultaneamente na lista de mais vendidos do The New York Times. 

2 comentários:

  1. Esse é o livro do Dan Brown que eu mais quero ler. Com a sua resenha fiquei ainda mais com vontade.

    americanmuffins.blogspot.com

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi adorei.. muito obrigado, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    ResponderExcluir

Sinta-se livre para comentar o que quiser, mas use com moderação.