14 janeiro 2013

[Resenha] O Morro dos Ventos Uivantes - Emily Brontë

Título original: Wuthering Heights
Autora: Emily Brontë
Minha edição: Lua de Papel

"Na fazenda chamada Morro dos Ventos Uivantes nasce uma paixão devastadora entre Heathcliff e Catherine, amigos de infância e cruelmente separados pelo destino. Mas a união do casal é mais forte do que qualquer tormenta: um amor proibido que deixará rastros de ira e vingança. "Meu amor por Heathcliff é como uma rocha eterna. Eu sou Heathcliff", diz a apaixonada Cathy.

O único romance escrito por Emily Brontë e uma das histórias de amor mais surpreendentes de todos os tempos, O Morro dos Ventos Uivantes é um clássico da literatura inglesa e tornou-se o livro favorito de milhares de pessoas, incluindo os belos personagens de Stephenie Meyer."

A história é quase toda narrada por Ellen Dean, governanta da Granja dos Tordos, ao Sr. Lockwood enquanto o mesmo se encontrava doente. Lockwood é tratado muito mal, tanto pelo seu senhorio, Heathcliff, quanto pela familia do mesmo, despertando assim a curiosidade do locatário quanto a história do Morro e de seu dono. Nelly, Ellen Dean, se mostra disposta a contar-lhe tudo que se passou naquelas terras, narrando tudo o que ela mesma presenciou.

O Sr. Earnshaw resolve fazer uma viajem e traz consigo um pequeno órfão, que nomearam Heathcliff. Hindley, filho de Earnshaw, desperta um grande ciúmes por seu pai gostar tanto do pequeno órfão. Já Catherine, também filha de Earnshaw, se afeiçoa por Heathcliff, tornando-se grandes amigos. Após a morte do Sr. e do Sra. Earnshaw, Hindley assume a casa e sujeita Heathcliff a várias humilhações, tornando o já então jovem bruto e melancólico.

Após escutar Catherine dizer que não podia se relacionar com ele, Heathcliff vai embora do Morro e a moça casa-se com Edgar Linton, dono da Granja dos Tordos. Catherine vivia bem na casa, desde que não contrariassem suas vontades. Após certo tempo, Heathcliff retorna totalmente mudado e rico. Começa, então, a verdadeira trama, pois Heathcliff quer se vingar de tudo que Hindley fez a ele e ao mesmo tempo se mostra apaixonado por Catherine. Uma história de um amor obsessivo e infeliz, repleto de infortúnios e maldades.

Fugi muito dos temas que costumo ler e isso foi ótimo para mim. Recomendo este livro a todos não só por ser um clássico, mas também por ser uma história de amor totalmente diferente da que estamos acostumados, aquelas histórias 'melosas'. Confesso que quase desisti de lê-lo no começo, talvez pela linguagem formal ou pelo fato de não estar entendo nada da história. Mas conforme você vai lendo o livro, percebe que é realmente uma história diferente e impressionante. É até dificil falar deste livro por ser algo tão diferente, tão fora dos padrões. É um livro muitissimo recomendado!

Emily Jane Brontë nasceu em Thornton, na região de Yorkshire. Era uma das três irmãs Brontë, Emily, Charlotte e Anne, que encantavam os leitores ingleses. Emily escreveu alguns poemas sob o pseudônimo de Ellis Bell por acreditar que uma mulher não receberia a mesma atenção que um escritor homem. O Morro dos Ventos Uivantes é seu único romance, do qual a autora não pôde desfrutar do sucesso por morrer um ano após a publicação, vítima de tuberculose.

Um comentário:

Sinta-se livre para comentar o que quiser, mas use com moderação.