19 março 2013

[Resenha] Jogos Vorazes - Suzanne Collins

Título original: The Hunger Games
Autor: Suzanne Collins
Minha edição: Rocco

"Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! 

Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?"

Sim, sou um daqueles malucos que foram ao cinema assistir Jogos Vorazes, saíram da sala totalmente chocados e correram descobrir tudo sobre o "filme muito louco que vi hoje". Agora imaginem a minha reação ao saber que se tratava de nada mais, nada menos, que uma trilogia de livros que arrebatava fãs no mundo todo. Sim, fiquei abismado. Infelizmente, ainda tive de esperar alguns meses para poder comprar os desejáveis livros (na verdade, fiquei esperando uma ótima promoção para que os livros saíssem mais baratos).

Como li o livro depois de ver o filme, já sabia de praticamente todos os acontecimentos da trama, mas isso não deixou a leitura cansativa. Muito pelo contrário, me incentivou a ler ainda mais. Eu desenvolvi a estranha mania de ficar procurando algo retratado no livro que acaba sendo deixado de lado no filme, mas devo dizer que não encontrei muita coisa. A questão é que Gary Ross fez um excelente trabalho de direção e o filme acaba sendo bastante fiel ao livro. Se eu gostaria que todos os adaptações de livros fossem assim? Obvio que sim.

Em Jogos Vorazes conhecemos Katniss Everdeen, uma adolescente de dezesseis anos que vive em um país chamado Panem (onde seria a América do Norte em nossos tempos) junto de sua mãe e sua irmã. Katniss se tornou a chefe da casa desde a morte de seu pai, já que sua mãe entra em um estado catatônico de tristeza. 

Panem é dividida entre 12 distritos e a Capital. Cada distrito tem suas características, onde Katniss vive, o distrito 12, é o distrito da mineração de carvão e o mais pobre de todos. Todos os anos os 12 distritos devem oferecer um casal, com idade entre 12 e 18 anos, como tributo à Capital. Os 24 jovens recebem um certo treinamento e são colocados em uma arena, onde lutam até a morte. Há um pequeno detalhe: tudo o que acontece na arena é transmitido para toda a Panem, como um reality show monstruoso. O último sobrevivente é o vencedor. Este evento foi criado para mostrar o poder que a Capital tem sobre os distritos e, assim, evitar possíveis revoltas contra a Capital.

A colheita é a época do ano em que os tributos são escolhidos. Como ninguém no distrito 12 se voluntaria a ir para os Jogos Vorazes, todos os jovens entre 12 e 18 anos são obrigados a se inscreverem para um sorteio que decidirá quem irá para os jogos. Quanto mais próximo da idade máxima para participação, mais chances há de ser o escolhido. E eis que o nome de Primrose Everdeen, de apenas 12 anos, é sorteado e, desesperada, Katniss se voluntaria para ir no lugar da amada irmã. Junto da jovem batalhadora, Peeta Mellark também é sorteado. Katniss e Peeta têm uma antiga história juntos e isso desencadeia uma série de sentimentos em ambos. E é quando os 24 jovens estão reunidos na arena que a verdadeira história finalmente começa.

Suzanne Collins conseguiu reunir uma infinidade de detalhes, o que nos permite entender tudo o que Katniss sente e tudo que acontece a sua volta. A forma que Collins escreve também impressiona, não nos deixando entediados e muito menos assustados com toda a violência que acontece. Fica tudo no meio termo, o que me agradou bastante. Há muita ação, suspense e romance envolvidos na trama, e tudo isso junto só podia dar em uma coisa: não conseguimos parar de ler. Devorei o livro em três dias, mas poderia tê-lo feito em bem menos.

Acima de tudo, a obra de Collins se tornou algo original. É como um Big Brother muito mais sinistro e complicado. Há também uma boa crítica por trás da história: será possível que chegaremos a essa realidade? Até que ponto vai a manipulação do governo? Uma verdadeira distopia narrada por uma protagonista corajosa e muito inteligente, que nos leva por uma aventura de tirar o fôlego.

Suzanne Collins nasceu em Hartford capital do estado de Connecticut, nos Estados Unidos. Estudou nas Escolas de Belas Artes do Alabama e fez drama e telecomunicações na Indiana University. Começou sua carreira escrevendo roteiros infantis para o canal Nickelodeon. Após o sucesso da trilogia Jogos Vorazes, lançou um livro baseado no período em que o pai de Collins esteve na Guerra do Vietnã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se livre para comentar o que quiser, mas use com moderação.