10 abril 2013

[Resenha] O Código Da Vinci - Dan Brown

Título original: The Da Vinci's Code
Autor: Dan Brown
Minha edição: Sextante

"Um assassinato dentro do Museu do Louvre, em Paris, traz à tona uma sinistra conspiração para revelar um segredo que foi protegido por uma sociedade secreta desde os tempos de Jesus Cristo. A vítima é o respeitado curador do museu, Jacques Saunière, um dos líderes dessa antiga fraternidade, o Priorado de Sião, que já teve como membros Leonardo da Vinci, Victor Hugo e Isaac Newton.

Momentos antes de morrer, Saunière deixa uma mensagem cifrada que apenas a criptógrafa  Sophie Neveu e Robert Langdon, um simbologista,  podem desvendar. Eles viram suspeitos e detetives enquanto tentam decifrar um intricado quebra-cabeças que pode lhes revelar um segredo milenar que envolve a Igreja Católica.

Apenas alguns passos à frente das autoridades e do perigoso assassino, Sophie e Robert vão à procura de pistas ocultas nas obras de Da Vinci e se debruçam sobre alguns dos maiores mistérios da cultura ocidental - da natureza do sorriso da Mona Lisa ao significado do Santo Graal. Mesclando os ingredientes de um envolvente suspense com informações sobre obras de arte, documentos e rituais secretos, Dan Brown consagrou-se como um dos autores mais brilhantes da atualidade."

Já falei tanta coisa de Dan Brown e de seus livros nas resenhas de Anjos e Demônios, Fortaleza Digital e de Ponto de Impacto que eu não sei mais o que falar desse tão admirável autor. A propósito, O Código da Vinci foi o primeiro livro do autor que li e o último que resenhei (até eu conseguir comprar Inferno, o novo livro de Dan). É muito curiosa a minha relação com a obra de Dan Brown, algo como fascinação e admiração. Me sinto tão bem ao ler seus livros, já que abordam os temas que mais amo: religião, tecnologia e vida fora da Terra. Na verdade, estou enchendo linguiça na busca de algo novo para falar sobre o autor, já que não tenho mais palavras para descrever o quão bom acho o trabalho de Brown.

Essa é a segunda aventura de Robert Langdon, um respeitado professor de simbologia religiosa da Universidade de Harvard e que detém um grande conhecimento em relação a grupos e ceitas religiosas secretas. Robert está em Paris para apresentar uma palestra e divulgar seu novo livro. Ele é, curiosamente, convidado a tomar um café com ninguém menos que Jacques Saunière, o curador do museu do Louvre, para conversar sobre o Priorado de Sião. Entrementes, o importante senhor não compareceria ao encontro. 

Isso porque Saunière fora assassinado no mesmo momento em que ocorria a palestra de Langdon. Um estranho albino, membro do Opus Dei, está encarregado de impedir que Saunière passe informações a qualquer pessoa. Mas antes de ser assassinado, o curador do Louvre consegue deixar uma mensagem cifrada e um pequeno recado, "encontre Robert Langdon", a sua neta Sophie Neveu. Sophie é criptologista da Policia Judiciaria e é uma das primeiras pessoas que têm acesso ao corpo de seu avô. O fato de o avô mandá-la procurar Langdon faz Sophie duvidar que ele seja o assassino de Jacques Saunière, mas a policia francesa pensa o contrário e Robert Langdon torna-se o principal suspeito. 

Landgon é chamado para a cena do crime pensando que será o responsável por decifrar a mensagem deixada, mas mal sabe ele que está sendo colocado de frente com o suposta cena do crime que cometeu com o intuito de ser testado. Antes de o simbologista complicar ainda mais a sua própria situação, Sophie o adverte dos perigos e lhe dá mais detalhes do que encontrou ao chegar no Louvre. Juntos, fogem do museu e buscam decifrar as inúmeras pistas que Saunière deixou. Descobrem, então, que o toda a trama está relacionada ao mistério por trás do Santo Graal, a possível maior mentira contada pela Igreja Católica e que vem sendo guardada em segredo por milênios.

Apesar de contar com a mesma estrutura de seus outros livros, Dan Brown conseguiu se estabelecer no universo da literatura ficcional de forma autêntica e muito bem feita. O domínio sobre os temas e a capacidade de criar ótimos personagens fazem de Dan um dos maiores e melhores escritores de todos os tempos. A habilidade de misturar fatos reais com fictícios é tamanha que ao terminarmos o livro não sabemos o que é real e o que é inventado. As inúmeras referências a fatos reais nos fazem pesquisar e procurar saber mais sobre o assunto no afã de descobrir no que podemos confiar ou não. 

O Código Da Vinci é acima de tudo um meio de conhecermos mais sobre um enigmático lado da história do cristianismo, que é desacreditado e criticado por muitos. Nos deparamos com muito suspense, mistério e perseguições policiais, uma mistura de tirar o folego que nos faz não querer parar de ler. O livro se tornou um dos mais vendidos da história por conter uma narrativa dinâmica e também por tratar de uma das maiores polemicas da história e é também um de meus favoritos.

Dan Brown
Daniel Brown nasceu em Exeter, Nova Hampshire, Estados Unidos, no ano de 1964. Após a graduação na Phillips Exeter em 1982, Brown entrou para o Amherst College, onde foi membro da Fraternidade Psi Upsilon. Foi à Europa para estudar História da Arte na Universidade de Sevilha, Espanha, onde começou a estudar seriamente os trabalhos de Leonardo Da Vinci. Publicou seu primeiro livro, Fortaleza Digital, no ano de 1998. Seguiram-se Ponto de Impacto, Anjos e Demônios e seu maior sucesso, o polêmico best-seller O Código Da Vinci. Conseguiu a façanha de colocar seus quatro primeiros livros simultaneamente na lista de mais vendidos do The New York Times. 

6 comentários:

  1. Quero MUITO ler esse livro, vou comprar em breve.
    Nunca li nada do Dan Brown e sempre morri de vontade. Ótima resenha!

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  2. Confesso q já vi diversas vezes livros do Dan Brown pra comprar mas nunca me interessei muito não.. Acho q por não conhecer absolutamente nada sobre o autor! #SemCultura ¬¬
    Mas dps de ler a sua resenha e ver o quanto vc o elogiou, fiquei curiosa e dei uma pesquisadinha a mais no google, e percebi o quanto estava perdendo em não dar muita importante a esse tipo de história.. Agora fiquei bem curiosa para ler O Código da Vinci e o Anjos e Dêmonios do Dan Brown!

    Bjo! ;D
    meumundo-aqui.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabi!

      Realmente, gosto muito dos livros de Dan Brown e realmente recomendo-os. O autor tem uma capacidade incrível de prender o leitor da primeira até a última página, isso me fascina. Além de toda a polêmica que os temas de seus livros trazem...

      Obrigado pelo comentário e boa sorte em suas leituras!
      Beijos

      Excluir
  3. Bacana cara,vou começar a ler esse autor talvez ainda nesse ano, efetuei a compra de 3, dos seus principais livros estou esperando chegar! abçs

    ResponderExcluir
  4. Adoreeei este livro, aprendi muito com ele, assim como todos os livros de Dan Brown. Comprei Inferno a pouco tempo e logo logo estarei lendo! *--*
    Beijinhoos ;)
    www.leituraesuasmanias.com

    ResponderExcluir
  5. Oi adorei sua resenha...mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços.

    ResponderExcluir

Sinta-se livre para comentar o que quiser, mas use com moderação.